O pedido

Entregue às lástimas do dia, da vida, do domingo. Assim segue cada pessoa em seu próprio canil vazio. É um excesso de orgulho, a falta do óbvio. Felicidade sem limite por um momento ou um momento de limite à felicidade? Não se sabe, não se tem. Quem acredita vê na força da alma a espera como viável. Quem não acredita vive em si a eterna contradição da pressa, quer fazer tudo à hora, para ontem, para agora, ih, passou. É tudo rápido, escorre braços abaixo cedendo à gravidade como se fosse possível outra alternativa. Resiste.

Corre, então, e faz o que acredita no momento. Depois pede perdão e vê no que dá. Traz alento pra alma, carinho pro próximo, dor pra quem está longe, saudade pra quem demora a ver. Apenas aja, não se entregue fácil à dúvida. Aja. E se estiver errado, volte atrás. Não há perigo maior do que querer voltar atrás para agir. Faça o que pode, o que não pode, veja se realmente não está ao seu alcance. Não querer é diferente de não poder. Alguns dias de infelicidade são por culpa da vida. Anos de infelicidade são por culpa sua. Ninguém pode ser feliz por você. Ninguém.

Alguém. Quem quer busca, cutuca, constrói, destrói. E fica amigo, desfaz, refaz, estraga. Não precisa ser oficial pra ser amigo. Basta… ser. Amizade não se pede, não se anuncia, não se soletra. Não se pede mão em amizade. Apenas se tem. As vidas transitam por aí e pra que ir devagar se a pressa ainda manda? Se pode hoje, por que esperar até amanhã? Confusões, situações incompreensíveis e palavras ao vento. Quando o se vira si e tudo se torna ego já não faz sentido manter. Romper as amarras e ser quem se é: não há outra opção para os olhos revolucionários.

A vida é simples, mas é forte. O mundo é complexo, a gente é que traz leveza <3

SMALL PIC FREE LIFE WALL PAINTING BRIGHTON UK APRIL 2009

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: