Perder-se

Perdida. per.di.da -> sf (feminino de perdido) 1. V perda. 2. Mulher prostituída. 3. Reg (Rio Grande do Sul) Erro que se comete em relação a uma estrada a seguir, tomando um itinerário errado; errada. Às perdidas: perdidamente; loucamente; desvantajosamente; inutilmente.

Uma decepção atrás da outra em todas as áreas. Nó no peito. Desata esse nó. Chora tudo o que tiver dolorido. Ela já enfrentara barras maiores sozinha.  E agora está aí. Sem rumo. Sem saber por onde começar a mudar as coisas.

“Ninguém vai dar essa resposta, ela está em você”, ouve. E sabe disso. Mas se reconhece nos outros por natureza, precisa dos outros pra se ver. Acha que sozinha não é nada. Se perdeu entre cinco ou seis homens na noite. Talvez até mais. Se perdeu e não se acha mais.

De tanto assumir os erros, se perdeu neles. Sem pensar nos acertos está destruída e cansada. E o pior, eu não sabe o que fazer consigo mesma. Não sabe quais são os acertos.

“Ora, mas se errou, é porque foi lá e tentou”, ouve. Não sabe mesmo o que fazer. Perdida nas ironias do tempo, acusou outros de estarem perdidos. Julgou. Se perdeu na hora de fugir. E agora corre o risco de se encontrar tarde demais.

Pode mesmo colocar tudo a perder? Sucumbir de vez e não aguentar? Não entende a dor de sequer ter tentado se salvar. Salvar sua vida é prioridade. Mas está presa. Um nó no peito diz que não deve ir. “Fique onde está”, ouve. Mas seu senso de justiça não deixa. Derrubada pela angústia. Dúvida não é seu forte.

Porque no fim das contas, reencontrar seu lugar é tarefa árdua. É cotidiano. É trabalho. É se achar. Buscar no infinito o fim das dores que se arrastam até então. Os sonhos não acabam, seguem fortes. Sente falta dos fones de ouvido abafando os sons ao redor como se abafassem o abstrato. É o que está dentro que agonia. Agoniza.

E se ela se perder de vez? Talvez aí se encontre. Numa calda de ave gigante e colorida. Nos balões de uma casa sobrevoando o paraíso. Nos pés de uma nuvem se armando para tempestade. E depois, como aurora embalsamada, entra com tudo pela porta e diz: estou de volta. Essa sou eu. Esse lugar é meu.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: