Estômago

Desce do ônibus e anda sorridente ouvindo seu ipod laranja. É abordada por uma moça simpática, com aparelho nos dentes e uma roupa glamourosa. Para, tira o fone, sorri e diz:

– Oi, moça.

A moça responde:

– Olha, você não tem vontade de fazer cirurgia de redução de estômago?

Ela desce o queijo, ergue a sobrancelha, sorri e diz:

– Não.

A moça segue questionando:

– Por que? Ora, eu fiz, era mais obesa que você, e agora estou melhor. Você tem o rosto tão bonito.

– Sim, obrigada. Tenho mesmo. E acho que tenho um corpo muito bonito também. Tenho saúde, cuido dos problemas e me sinto bem. Meu corpo é realmente bonito. – responde serena.

A moça, absurdada, estupefata, quase afrontada, impõe:

– Mas você não tem vontade de fazer?

– Não tenho porque meu corpo é bonito e é tudo uma questão de aceitar. Se eu não me aceitasse assim, com certeza faria alguma coisa a respeito. – conclui a frase.

Logo nesse exato minuto, um rapaz passa e diz: nossa, maravilhosa! – sorrindo pra ela. Que recoloca o fone, sorri, agradece ao rapaz, à moça, e sai andando pelas ruas do centro. Em seguida, é abordada por um pelo garoto de olhos verdes que suspira e ressalta “nossa, como você é bonita, gordinha”.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: